Novidades

Pós-pandemia: tendências que podem transformar o futuro do design de interiores.

05/08/2020

Com o isolamento social, a pandemia mudou a relação que as pessoas têm com seus lares.

Passando mais tempo em casa, novos olhares sobre os ambientes surgiram assim como

novas necessidades, como o home office, por exemplo. Segundo o Google Trends, as

buscas pelos termos “home office”, “trabalhar de casa” e “trabalho em casa” atingiram o

nível mais alto na plataforma desde 2004.

Para você se preparar para o que futuro pode reservar para o design de interiores,

elencamos algumas tendências que apareceram na pandemia e têm grandes chances de

continuarem, mesmo após o seu fim.

Conheça cada uma delas!

Home office

A tendência que falamos anteriormente já vinha fazendo pequenas aparições nos lares, só

que com a pandemia da COVID-19, o home office ganhou ainda mais força. E a projeção é

que esta modalidade de trabalho conquiste ainda mais casas nos próximos meses, isso

porque milhares de empresas já vêm sinalizando que desejam manter este formato de

trabalho mesmo após o fim da pandemia. Se essa tendência persistir, será fundamental ter

um espaço planejado para receber a rotina de atividades profissionais, com foco no conforto

e na produtividade.

Área para higienizar

Durante a pandemia, uma das principais mudanças na rotina foi uma preocupação maior

com a higiene, seja das mãos, dos espaços ou das compras do mercado. Apesar de muitos

já terem o hábito de tirar os sapatos e deixá-los do lado de fora, esta tendência de distinguir

a área externa da área interna parece ter vindo para ficar. Caso ela permaneça após o

período da pandemia, um espaço para higienização deverá ser uma necessidade essencial

de qualquer casa no futuro.

Novo conceito de hall de entrada

Com o aumento de pedidos pela internet e por delivery, o hall de entrada dos prédios

também poderá passar por transformações no futuro, com a concepção de espaços que

melhorem a dinâmica das entregas, tornando-as mais rápidas, práticas e seguras.

Espaços verdes

Como grande parte da população brasileira vive em apartamentos ou em locais sem áreas

externas, o isolamento social fez com que muita gente perdesse a conexão com a natureza.

Com isso, a necessidade de ter um espaço verde em casa alcançou os níveis mais

elevados durante a pandemia. No futuro, o resultado poderá ser uma busca maior por

decorações que priorizem o uso de plantas para transmitir leveza e bem-estar para os

ambientes.

Iluminação natural

No período pós-pandemia, o bem-estar em casa deverá ser mais um ponto de atenção. No

futuro, a luz do sol deverá invadir os espaços através de janelas amplas e claraboias,

levando a iluminação natural para causar um efeito único na decoração, proporcionar mais

saúde para os moradores e sustentabilidade para o planeta, diminuindo o consumo de

energia elétrica.

Essas são só algumas tendências que poderão prevalecer no design de interiores após a

pandemia da COVID-19, mas com as constantes mudanças de comportamento e rotinas,

pode ser que apareçam outras.

Conte para nós: das tendências que levantamos aqui, qual você se identifica e gostaria de

implementar na sua casa no futuro?

Fonte: Blog Italínea

Compartilhe com alguém